18.12.11


Lucien Aigner | Montparnasse Café (1930's)

MESA DE CAFÉ 



Amigos e cerveja é a minha tarde.

A noite alinha-me os ossos. 

Não fica, de tudo o que arde,

Mais do que uns tantos destroços. 



Alguém pintaria a mesa:

Eu prefiro levantar-me.

A minha vida está presa 

A outra espécie de charme. 



Vitorino Nemésio (1901 – 1978) 
Canto de Véspera (1966)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Follow by email