23.11.11

Da Violência

Do rio que tudo arrasta se diz que é violento.
Mas ninguém diz violentas
As margens que o comprimem.

Bertolt Brecht, Poemas - ed. Presença 1976

Sem comentários:

Enviar um comentário

Follow by email