22.4.12


Para onde quer que olhe, vejo sementes daquilo que me vai no pensamento


Sem comentários:

Enviar um comentário

Follow by email