13.5.11

«É precisamente porque não me lembras ninguém que sempre quis encontrar-te em qualquer lugar»

«...é difícil desapegarmo-nos de uma história. A Balada do Mar Salgado é do tipo residual, deixa duas ou três marcas que lentamente, ao sabor do tempo, se fundem com a pele. é bonito isto, rais'parta!» (littleblackspot)

"É precisamente por não te pareceres com ninguém, que gostaria de te encontrar sempre... em toda a parte..."
Hugo Pratt - A Balada do Mar Salgado.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Follow by email