25.9.10

paraísos

o meu pai já faleceu
a minha mãe ainda não
quase todos os dias penso no meu pai
quase todos os dias penso na minha mãe
"... quando quero escandir versos de Swinburn, faço-o, dizem-me , com a voz dele.
Só o que morreu é nosso, só é nosso o que perdemos. ..."

se a imortalidade existe, então
eu existo
"... Todo o poema, com o tempo, é uma elegia. ...
Não há outros paraísos que não sejam paraísos perdidos."

Sem comentários:

Enviar um comentário

Follow by email