18.9.15

ainda não é tarde...


Amalia Bautista, Estou Ausente
tradução de Inês Dias
Averno, Lisboa, 2013

Sem comentários:

Enviar um comentário

Follow by email